OSB Rio do Sul realiza reunião com o prefeito José Thomé


No dia 03 Dezembro o Observatório Social do Brasil – Rio do Sul, esteve em conversa com o atual Prefeito Jose Thomé para apresentar as sugestões e considerações para melhoria na gestão publica da cidade.
No total foram 17 sugestões de melhorias, que na sua maioria, não implica em aumento de gastos. Abaixo listamos algumas dessas sugestões:

  • Débitos tributários como o IPTU, de modo a apenas inscrever em dívida ativa e iniciar as ações de execução fiscal após a tentativa de cobrança por telefone, e-mail, ou aplicativos (assim como faz o Governo do Estado de SC – com ótimos resultados). Essa proposta tem como principal objetivo reduzir os custos operacionais para o município e dar mais oportunidade a população de quitar seus débitos.
  • Planejamento de compras, onde se faz necessário uma maior capacitação em compras para os servidores das áreas de compras das secretarias, além de um alinhamento com os secretários, e um planejamento anual de compras. Além disso, foi reforçado a importância do município ter almoxarifado central, para melhor gestão das compras publicas, que já foi implantado em outros municipios como Blumenau, Indaial, Itajaí, com ótimos resultados.
  • Sobre as licitações foram feitas sugestões com relação ao tempo de aviso da licitação, para que mais empresas de Rio do Sul possam participar, principalmente as empresas que não são especializadas em participar de licitações. Com mais tempo a empresa tem a possibilidade de negociar melhores preços, prazos, e a entrega. Atualmente o prazo médio das licitações está em 13 dias, e o Observatório mostrou a necessidade de se aumentar para 21 dias.
  • “Prestação de contas técnica” por parte da equipe da Prefeitura. Fazendo analogia com uma empresa, o Prefeito é um gestor com mais de 70 mil sócios, e estes sócios precisam saber como está essa empresa. Essa prestação de contas seria a apresentação dos indicadores de cada área de 3 em 3 meses feita na Câmara de Vereadores, onde o Prefeito e cada Secretário de área apresenta os indicadores da sua área.
  • Aplicativo – para melhorar o indice de comparecimento das pessoas as consultas marcadas nos postos de saúde, foi sugerido ampliar a utilização do aplicativo da Prefeitura, onde ele pode enviar mensagens avisando da consultas. E nesse mesmo aplicativo, as pessoas podem enviar suas demandas referente as manutenções de ruas.
  • Conselhos Municipais. O Observatório sugeriu mais transparência, atualização das documentações nas plataformas e maior divulgação das reuniões, eventos, capacitações destes conselhos nas redes sociais. Os Conselhos são importantíssimos para o Município.

Na ocasião aproveitou-se para fazer o elogio da implantação da ferramenta de Ouvidoria Municipal, importante para comunicação da população com a prefeitura, sendo essa administrada pela CGU, onde foi sugerido aumentar a divulgação da existência dessa ferramenta.
E também foi apresentado ao Prefeito e ao Presidente da Câmara de Vereadores de Rio do Sul o projeto Eleições 2020.

Categories: Notícias

Deixe uma resposta


Mantenedores


Sobre


Somos uma associação civil, sem fins lucrativos, apartidária, fundada em 25 de agosto de 2014 e mantida pelos próprios cidadãos, especialmente pela Sociedade Civil Organizada. É uma ferramenta eficiente de controle social e monitoramento dos gastos públicos municipais. Está vinculado ao Observatório Social do Brasil (OSB).

Endereço


Rua Coelho Neto, 191, Sala 209, Centro
CEP 89.160-155 – Rio do Sul – Santa Catarina
Telefone: (47) 3300 0418 | (47) 3300 0420
E-mail: riodosul@osbrasil.org.br

Mapa