OS Rio do Sul promove palestra sobre enchentes

O Observatório Social de Rio do Sul promoveu na noite de terça-feira, 22 de agosto, uma palestra com o coordenador da Defesa Civil de Rio do Sul, Moacir Cordeiro. Com o tema “Nós não podemos mudar o passado, mas podemos prevenir o futuro”, ele lembrou os principais problemas ocorridos na enchente de junho deste ano, assim como os aprendizados obtidos e as medidas que deverão ser tomadas para minimizar os prejuízos com futuras inundações.

A enchente é uma realidade em nossa região. Precisamos nos preparar e cobrar ações do setor público para amenizar este problema. Nós solicitamos essa palestra para a Defesa Civil para sabermos o que está sendo feito. Este auditório deveria estar cheio. As pessoas sabem reclamar e fazer críticas nas redes sociais, mas poucos se dispõem a participar, por isso vocês estão de parabéns”, comentou o presidente do OS Rio do Sul, Jean Sandro Pedroso, dirigindo-se ao público presente.

Após explicar como é feito o trabalho da Defesa Civil, Moacir apresentou uma cronologia da última enchente, detalhando todas as ações realizadas do início ao fim do evento climático. Ele salientou os pontos positivos como a gestão nos abrigos, o apoio da imprensa, as melhorias no  site da Defesa Civil, o suporte do estado, da União, de entidades e voluntários.

Segundo o coordenador é preciso ainda construir abrigos públicos para deixar livres os espaços que pertencem às igrejas, clubes, escolas, etc. “Os abrigos públicos poderão ser utilizados em outras épocas do ano, para práticas esportivas, por exemplo”, explicou. Também, de acordo com Moacir, é preciso incentivar a participação da comunidade nos trabalhos de prevenção e auxílio. “Não tem como fazer defesa civil se não tiver a participação da sociedade”, disse ele. “Precisamos ainda melhorar o transporte de mudanças e de bens públicos, aperfeiçoar o registro fotográfico das ocorrências, reunir mais profissionais técnicos na equipe e atualizar o Plano Municipal de Contingência”, completou.

Ele concluiu citando as principais medidas que estão sendo planejadas e executadas na região como as melhorias fluviais, os barramentos em rios, capacitação dos agentes da Defesa Civil e maior integração entre as três esferas públicas: municipal, estadual e federal. No final, o coordenador respondeu questionamentos a respeito da Taxa de Proteção a Desastres , Fundo Municipal de Defesa Civil, aterros irregulares em áreas de inundação, entre outros temas.

Deixe uma resposta


Mantenedores


Sobre


Somos uma associação civil, sem fins lucrativos, apartidária, fundada em 25 de agosto de 2014 e mantida pelos próprios cidadãos, especialmente pela Sociedade Civil Organizada. É uma ferramenta eficiente de controle social e monitoramento dos gastos públicos municipais. Está vinculado ao Observatório Social do Brasil (OSB).

Endereço


Rua Coelho Neto, 191, Sala 208, Centro
CEP 89.160-155 – Rio do Sul – Santa Catarina
Telefone: (47) 3300 0418
E-mail: contato@osriodosul.com.br

Mapa