Prestação de Contas do Observatório referente aos meses de Janeiro a Abril de 2017

 

O evento foi realizado na noite de quarta-feira, 28 de junho, na sede da OAB de Rio do Sul, com a presença de representantes de entidades, do poder público, voluntários e comunidade. O vice-presidente para Assuntos de Produtos e Metodologia, Eder Cleiton Nardelli, explicou o que é o OS Rio do Sul e como é realizado o trabalho de monitoramento dos gastos públicos. Ele aproveitou para comentar sobre o atual cenário político brasileiro e a importância em transformar indignação em atitude. Também salientou as vantagens do observatório para a gestão pública, já que previne, monitora e conscientiza, visando a aplicação eficiente dos recursos.

Atualmente existem mais de 120 observatórios no Brasil. Em Santa Catarina são mais de 20. O foco dos observatórios sociais é a GESTÃO, não o prefeito.

O presidente do OS Rio do Sul, Jean Sandro Pedroso, relatou como foi a participação no da entidade no 1º Congresso Pacto pelo Brasil e no 8º Encontro dos Observatórios Sociais, ambos realizados em maio, em Curitiba (PR). “O Brasil está em reforma. É como uma casa que passa por melhorias, gera transtornos e não termina de um dia para outro”, comentou Pedroso. Um dos resultados do evento será a realização do Seminário Digital Transparência em Compras Públicas, marcado para os dias 13 a 16 de julho.

O OS Rio do Sul conta com auxílio de profissionais de diferentes áreas, que atuam em Grupos de Trabalho (GTs), de forma voluntária, para auxiliar no acompanhamento das licitações. No GT de Obras, o OS firmou parceria com a Uniasselvi para análise de projetos e estruturas dos prédios públicos. O resultado foi apresentado por acadêmicos da 8ª fase do Curso de Engenharia Civil, durante a prestação de contas. Andreas Noerenberg analisou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Dieysson José Maciel avaliou o CEI Dores Janke Stupp. Em ambos os locais foram encontradas patologias, que são defeitos na estrutura, causados por vícios na construção, materiais inadequados ou por não seguir o projeto fielmente. Os resultados serão verificados por profissionais voluntários do OS e um relatório será encaminhado à prefeitura.

Os resultados do trabalho dos GTs de Compras e de Gestão também foram apresentados, assim como a participação de membros do OS como ouvintes nos Conselhos Municipais. Os resultados dessas atividades envolvem melhor eficiência de processos, economia de recursos, conscientização e aperfeiçoamento dos servidores.

O trabalho do OS Rio do Sul também foi destaque na Câmara de Vereadores, que agora passa a transmitir as sessões pelas redes sociais, diminuindo em mais de R$ 1 milhão os custos durante os quatro anos de mandato. Um trabalho feito pela Câmara juntamente com o Observatório.

Parcerias com a ACIRS propiciaram identificar projetos inovadores em Gestão Pública, por meio do Prêmio de Inovação, do Núcleo de Inovação da entidade. Já com o Núcleo de Jovens Empreendedores o OS auxiliou nas atividades do Feirão do Imposto deste ano. Além disso, o observatório também ajudou a comunidade durante a última enchente, divulgando uma lista com os caminhões de frete do município. “Essa iniciativa foi muito útil. A própria Defesa Civil indicou a lista para os cidadãos”, afirmou o secretário de Governo da prefeitura, Cristian Stassun, presente no evento.

Entre os projetos do OS Rio do Sul que terão continuidade, destaque para o Programa Um por Todos e Todos por Um, em parceria com a CGU, para atender mais de 200 alunos da rede pública municipal. Também serão mantidas as palestras sobre cidadania fiscal na região. Os próximos desafios serão a criação do GT da Defesa Civil, monitoramento dos trabalhos da Câmara de Vereadores, levantamento de indicadores sobre a gestão do município, trabalhos nos conselhos municipais e mais fiscalizações em obras. “Também estamos preparando um projeto de conscientização sobre política para ajudar os eleitores a votarem com responsabilidade nas próximas eleições”, finalizou o presidente do OS, Jean Sandro Pedroso.

 

Categories: Notícias

Deixe uma resposta


Mantenedores


Sobre


Somos uma associação civil, sem fins lucrativos, apartidária, fundada em 25 de agosto de 2014 e mantida pelos próprios cidadãos, especialmente pela Sociedade Civil Organizada. É uma ferramenta eficiente de controle social e monitoramento dos gastos públicos municipais. Está vinculado ao Observatório Social do Brasil (OSB).

Endereço


Rua Coelho Neto, 191, Sala 208, Centro
CEP 89.160-155 – Rio do Sul – Santa Catarina
Telefone: (47) 3300 0418
E-mail: contato@osriodosul.com.br

Mapa