Reunião entre o Observatório Social do Brasil -Rio do Sul e a Secretária Municipal de Saúde

Na tarde do dia 19 de Maio de 2020, aconteceu a reunião entre o Observatório Social do Brasil – Rio do Sul, a Secretária municipal de saúde Roberta Hochleitner e a Secretária adjunta Ivanir Schlemper Neves. O principal objetivo da reunião era tirar algumas dúvidas sobre a maneira como está sendo conduzido o planejamento perante ao vírus COVID-19. 

As principais perguntas foram: 

  • Quais as ações que foram e que estão sendo tomadas diante do cenário de pandemia?

As medidas de prevenção e combate ao Corona vírus tiveram início há pouco mais de um mês onde foi feita a instalação de uma tenda de triagem e compra de equipamentos necessários. Houve o afastamento, de acordo com o Decreto Estadual, de todos os servidores que integram o grupo de risco. Foi priorizado o repasse de 1 milhão e meio de reais aos prestadores de serviço da secretaria, como laboratórios e os que fazem diagnóstico por imagem, para que se garantisse a continuidade do atendimento. Todos receberão pagamentos mensais para que haja a garantia dos empregos e ao final será feito uma prestação de contas desses valores. Foi feito o repasse de 1 milhão e meio ao Hospital Regional para estruturação do 5º andar, onde foram adquiridos todos os equipamentos necessários. Também houve o repasse de R$ 320.000,00 para o Hospital Samária e R$ 150.000,00 para a Renal Vida.

  • Como o aumento de casos está sendo visto pela Secretaria?

Todas as medidas que foram tomadas antecipadamente tiveram o escopo de prevenção para um futuro aumento de casos. Todos os casos positivados estão em casa, em monitoramento. o Governador liberou uma nova nota dizendo que os testes devem ser feitos em pacientes com casos clínicos, mas que em consulta com os profissionais da saúde, acharam isso algo muito arriscado. Sendo assim, realizaram a compra de 1.000 testes que estão programados para chegar na sexta-feira (20/05) e serão utilizados em pacientes antes mesmo de apresentarem casos clínicos. Também foi feita a compra de 3 respiradores mecânicos, estes adquiridos com recursos próprios e da comunidade. Os profissionais da saúde são testados de acordo com os sintomas que apresentam, porque não há necessidade de realizar testes em pessoas saudáveis. Apesar de todas as barreiras que foram feitas para conter o vírus, a chegada dele na cidade de Rio do Sul foi inevitável, mas a situação é vista com certo otimismo por não haver pessoas em estado crítico e internadas. 

  • A respeito da situação e das condições em que se encontra a UTI, existe alguma preocupação?

Não há preocupação porque todos os pacientes positivados estão se recuperando de casa, em acompanhamento e isolamento.

  • Existe um planejamento que envolva os futuros gastos da Secretaria e de que forma está se dando a administração do dinheiro que ainda não fora gasto?

Há uma reserva técnica do dinheiro, mas não é possível prever de que forma se dará o uso do mesmo, pois não se sabe quanto tempo o período de pandemia irá perdurar ou quantos insumos serão necessários, por exemplo.

  • Houve um aumento em relação às demandas da Secretaria?

Não houve aumento, mas sim uma diminuição de atendimento que consequentemente ocasionou redução das demandas no setor.

  • E se fosse feito uma maior utilização dos meios de comunicação da prefeitura municipal, como o rádio e a própria TV, além das mídias sociais, para que a população se conscientize a respeito das medidas de prevenção como uso de máscaras ao sair de casa?

A imprensa nacional está fazendo um grandioso trabalho voltado para a conscientização e que vai de cada indivíduo saber que o momento é crítico e exige atenção.

  • E a respeito das rondas efetuadas pela Guarda Municipal e Polícia Militar?

Foi feito um pedido para que a Polícia Militar aumente a fiscalização nos locais públicos, indicando para que as pessoas permaneçam em suas casas e evitem ao máximo sair. Já a Guarda Municipal possui as suas responsabilidades, principalmente fiscalizando os parques da cidade. Porém não houve aumento de nenhum dos dois efetivos, sendo quase impossível dar conta de fiscalizar todos os lugares.

  • Terá aplicação de multas para aqueles que não utilizam máscaras?

Muitas pessoas não possuem acesso ou não têm dinheiro para aquisição de máscaras, outros até estão passando fome, fazendo com que não seja possível realizar algo com este intuito.


Categories: Notícias

Deixe uma resposta


Mantenedores


Sobre


Somos uma associação civil, sem fins lucrativos, apartidária, fundada em 25 de agosto de 2014 e mantida pelos próprios cidadãos, especialmente pela Sociedade Civil Organizada. É uma ferramenta eficiente de controle social e monitoramento dos gastos públicos municipais. Está vinculado ao Observatório Social do Brasil (OSB).

Endereço


Rua Coelho Neto, 191, Sala 209, Centro
CEP 89.160-155 – Rio do Sul – Santa Catarina
Telefone: (47) 3300 0418 | (47) 3300 0420
E-mail: riodosul@osbrasil.org.br

Mapa